Aprenda como hackear um celular com duas maneiras eficientes

Hoje em dia não existe a possibilidade de viver e trabalhar sem a ajuda de um telefone celular. Todas as nossas mensagens, atividades e interações sociais se concentram no aparelho. Na palma de nossas mãos mantemos todo o conteúdo de nossas vidas e de uma maneira praticamente indiscriminada. Vivemos e quase sentimos através dos smartphones.

Isto é, com tantas informações assim em um único equipamento, é normal que surjam métodos que tentem acessar seu conteúdo. Você mesmo já deve ter visto na internet algum site que promete o recurso. Nesse ínterim, exploraremos neste artigo quais são os métodos existentes para hackear celular.

Veremos que, apesar de muitos sites oferecem esta possibilidade, há somente dois métodos que realmente funcionam. Analisaremos quais são os métodos e aplicativos que permitem obter informações do celular de outra pessoa de maneira legal. Você também verá os sinais para saber se o seu aparelho foi hackeado.

É possível hackear celular em plenos anos 2019?

O termo “hackear” nunca foi tão popular como nos últimos tempos.  Eventualmente ouvimos dizer sobre o celular de alguém que foi hackeado. Histórias de pessoas que tiveram suas vidas espionadas e expostas e em alguns casos, conversas hackeadas foram até usadas como provas na justiça. Mas afinal, é tão simples assim hackear celular em pleno 2019?

hackear celular

Hoje em dia muitos sites e aplicativos oferecem a possibilidade de hackear celular ou um computador. Esses sites muitas vezes não passam de um golpe para poder roubar as suas informações. Ou seja, ao invés de uma pessoa aprender a hackear, ela acaba sendo hackeada.

Por outro lado, considerando que existam métodos que funcionam, por que alguém iria querer hackear o celular de outra pessoa? Há diversos motivos para isso, entre eles:

  • Saber a localização de um aparelho roubado;
  • Monitorar a atividade dos filhos ou das crianças pelas quais somos responsáveis;
  • Entender o comportamento dos funcionários para melhorar a logística da empresa;
  • Saber onde está o celular do parceiro(a) em um relacionamento frágil;
  • Encontrar um celular que foi perdido ao acaso.

Em suma, não há um número limitado de motivos que levariam alguém a querer hackear o celular de outra pessoa. São inúmeras razões e grande parte delas está dentro da legalidade através dos métodos que veremos adiante.

Neste artigo, vamos abordar todo o tema de hackeamento de  celular, quais métodos realmente funcionam, se são seguros e como evitar cair em golpes. Continue lendo para saber como hackear celular.

Como hackear celular pelo número

Primeiramente, quando se fala em hackear, muitos pensam em invadir de maneira não autorizada um sistema, computador ou celular. Entretanto, para que isso aconteça, é necessário que haja alguma falha de segurança no dispositivo ou sistema para que a invasão aconteça. Sem essa falha, o dispositivo só pode ser invadido caso haja algum programa espião instalado ou se as informações de segurança foram compartilhadas.

Saber o número de um celular não permite que ele seja hackeado. Muitos sites podem oferecer serviços e programas que prometem isso. Cuidado ao acessar esses sites ou instalar algum desses programas, dessa maneira você poderá dar acesso à um hacker ou instalar um vírus em seu dispositivo.

Sendo direto, é impossível que um celular seja invadido apenas pelo seu número de telefone. No entanto, podem existir algumas particularidades, onde a pessoa pode cair em algum tipo de golpe ao ter seu número exposto. Como casos de ligações onde se perguntam os dados pessoais de alguém ou se pede para acessar um site e assim sendo, ter seus dados expostos.

Como invadir celular Android e iPhone de outra pessoa

Existem muitos métodos divulgados na internet de como invadir um celular, seja ele Android ou iPhone. Mas muitos deles são feitos de maneiras ilegais, não muito seguras (e na maioria das vezes fraudulentos). Sem falar que pode ser necessário ter conhecimento em tecnologia e informática para invadir celular ou um sistema. Da mesma forma, uma invasão só é  bem sucedida quando o dispositivo não sabe que está sendo hackeado.

Existem duas maneiras simples (que realmente funcionam) que podem ser utilizadas para invadir celular de forma legal. Uma maneira é a instalação de um keylogger.  A outra maneira é através de um aplicativo espião. Em ambas as maneiras, é  necessário ter acesso ao dispositivo de forma física para realizar a instalação dos aplicativos.

Somente dessas duas maneiras você pode invadir celular efetivamente. Abaixo, vamos explicar melhor como esses dois métodos funcionam e também veremos qual é o melhor.

Método # 1 – Usar um keylogger para raquear celular

Keylogger é um tipo de programa que, quando instalado em um computador ou celular, registra tudo que está sendo digitado. Desde senhas, conversas, acessos a sites. Muitos casos de celulares hackeados são feitos através da instalação de um keylogger sem que a vítima saiba.  Dessa forma, sua senha e outras informações confidenciais acabam sendo expostas sem que a pessoa perceba.

keylogger

Muitas empresas também utilizam o keylogger para monitorar os celulares empresariais e seus computadores, podendo assim monitorar as ações de seus funcionários. Entretanto, esse método também pode ser utilizado por pais que querem saber o que seus filhos fazem em seus celulares.

Embora seja um método muito eficiente e legal (claro que a depender da situação), o keylogger oferece informações limitadas. Em suma, não consegue apresentar nenhum dado que não tenha sido digitado pela pessoa. Com efeito, muitas vezes pode não ter informações suficientes para que se saiba o que está acontecendo.

Método # 2 – Utilizando um Spy App para hackear celular

A instalação de um Spy App legal (ou aplicativo espião) é de fato o melhor método para hackear celular. Isto é dito porque com um Spy App você pode ter acesso a tudo que acontece no celular. Ou seja,  enquanto com um keylogger você só poderá saber o que foi digitado, com um aplicativo espião você poderá saber absolutamente tudo o que a pessoa está fazendo.

Nós testamos e avaliamos os melhores aplicativos de espionagem (os verdadeiramente Top de linha) e, através de alguns testes, constatamos que o melhor disponível atualmente é o mSpy. Além de registrar tudo o que é digitado no celular (como o keylogger), oferece diversos recursos adicionais.

Dentre as características e recursos do app mSpy que mais se destacam estão: a capacidade de escanear fotos e vídeos do aparelho, possibilidade de saber a localização geográfica em tempo real, ver o conteúdo de mensagens (SMS e WhatsApp), rastrear as informações de cada chamada feita e recebida etc.

Um aplicativo espião como mSpy é legal e pode ser usado por pais que querem saber mais sobre o que os filhos fazem, empresários que querem melhorar a gestão de seus negócios, empreendedores que precisam conhecer as atividades que os celulares estão desempenhando em determinados momentos por seus funcionários e muito mais.

Como saber se o seu telefone foi hackeado

Como vimos, raquear celular (ou smartphone) é perfeitamente possível. Eventualmente (e não raramente) nosso telefone pode ser hackeado. Mas como saber se o meu telefone hackeado? Há alguns sinais característicos que podem revelar se o seu celular foi hackeado ou não. Os sinais de que um telefone pode ter sido hackeado são:

  • Telefone lento – com o passar do tempo as vezes notamos que o telefone começa a ficar mais lento, com baixo desempenho. Isso pode ser sinal de um malware usando recursos do smartphone;
  • Bateria não dura muito – você nota que a bateria dura bem menos do que costumava durar. Isto é geralmente um sinal de algum aplicativo espião (ou malware) escaneando o aparelho para obter informações;
  • Consome muitos dados de internet – o pacote de internet acaba muito rápido. Às vezes isso representa a presença de um malware usando seus dados de internet para enviar informações a um servidor.
  • Anúncios frequentes – embora os anúncios em si não representem invasão, a alta frequência pode significar que seu telefone foi infectado por um adware.

Além disso, outros sinais como atividades suspeitas em suas redes sociais podem significar que seu telefone foi hackeado. Em alguns casos você pode até ver ligações telefônicas que você não fez e ver mensagens enviadas que você não enviou.

Conclusão sobre as formas de hackear celular

Vimos neste artigo que hackear celular não é algo impossível. Muito pelo contrário, é algo que pode ser feito de uma maneira relativamente simples. Porém, quem deseja raquear celular de outra pessoa deve ter muita cautela.

De acordo com a nossa análise, mais de 90% do sites que oferecem o serviço de hackear celular são falsos. Em sua grande maioria disponibilizam um arquivo que contém vírus para monitorar as informações do seu computador ou celular. Analogamente podem instalar ou ativar algum tipo de extensão maliciosa no seu navegador.

Esses vírus e extensões servem geralmente para minerar com o poder de processamento do seu aparelho de celular. Portanto, prefira os métodos que recomendamos acima. O keylogger dará uma quantia de informação, mas não será tão eficiente com um Spy App.

Aprenda como hackear um celular com duas maneiras eficientes
5 (100%) 1 vote

Leave a Reply